Criação de Grupos de Apoio

Os Grupos de Apoio da ABRAz são coordenados por voluntários, ou seja, pessoas (individualmente ou em grupo) que dedicam seu tempo a planejar, organizar e desenvolver esse trabalho, pelo qual não recebem remuneração*.

Para garantir a qualidade dos Grupos de Apoio da ABRAz e auxiliar o novo coordenador no cumprimento de suas atividades, valorizando suas competências, a ABRAz desenvolveu um programa de treinamento de coordenadores, como parte do projeto ganhador do prêmio Talentos da Maturidade, do Banco Santander, edição 2011. Foi elaborado um kit de treinamento para coordenadores que consiste de:

  • Manual de procedimentos para coordenadores de Grupos de Apoio da ABRAz (inclui características das diferentes modalidades de grupos, dicas de postura e condução de grupos, situações de risco com devidas propostas de solução de problemas e modelos de ofício para solicitação de espaços e parcerias com outras instituições/profissionais e de proposta de voluntariado).
  • Vídeo de treinamento de coordenadores da ABRAz, com dicas de postura na condução de grupos com retratação de erros que podem comprometer a qualidade do trabalho e alternativas de condutas adequadas que favoreçam interação.
  • Participação em oficinas presencias (quando houver programação).
  • Contato do Plantão de Dúvidas, com atendimento on-line agendado ou por e-mail, para solucionar possíveis dúvidas no planejamento do grupo.
  • Tutoria por coordenador já certificado, a partir do acompanhamento de um grupo em funcionamento. Localize o grupo mais próximo.
  • Além disso, o candidato a coordenador de Grupo de Apoio da ABRAz poderá contar com as informações técnicas contidas no site, bem como no livro da ABRAz.
  • Livro “Você não está sozinho: nós continuamos com você”. Lançado em 2013 pela editora Novo Século, foi produzido pela ABRAz e está disponível para venda on-line.
  • Acesso a materiais informativos disponibilizados no site da ABRAz.

Para se candidatar a ser um coordenador-voluntário, é necessário preencher os seguintes pré-requisitos:

  • Ser associado da ABRAz. Se ainda não for sócio, cadastre-se agora.
  • Ser maior de 18 anos.
  • Ser profissional de saúde ou familiar-cuidador de pessoa com Doença de Alzheimer, com experiência significativa.
  • Ter conhecimentos sobre Doença de Alzheimer.
  • Comprometer-se com as atribuições próprias da função de coordenador:
  1. Funcionamento do grupo: local, parceria, organização dos encontros, divulgação e assiduidade.
  2. Aspectos burocráticos: envio de relatórios, lista de presença e fichas de associados para a ABRAz Nacional.

Os interessados deverão procurar a Diretoria da Regional da ABRAz de seu Estado, manifestando interesse, para que tenham acesso ao material de treinamento e deem início ao processo de avaliação e seleção de coordenadores de Grupos de Apoio.

Programa de avaliação e seleção de coordenadores de Grupos de Apoio

O programa de avaliação e seleção de coordenadores de Grupos de Apoio da ABRAz é dividido em quatro etapas eliminatórias, ou seja, a reprovação em qualquer etapa implica na retirada do candidato do processo.

1ª etapa – Entrevista com a Diretoria Regional

Nesta etapa será verificado se o candidato preenche os pré-requisitos para o cargo, além de serem avaliadas as características que envolvem a atitude do candidato:

  • Motivação e interesse para a atividade de coordenação.
  • Postura e qualidade do contato.
  • Disponibilidade e aceitação de regras.

Em caso de aprovação do candidato nesta etapa do processo, seguirá a assinatura do termo de compromisso de voluntário da ABRAz.

2ª etapa – Envio de Proposta

O candidato deverá apresentar uma proposta por escrito, descrevendo de forma sucinta:

  • Tipo de grupo que deseja coordenar, apontando seu objetivo e método.
  • Aspectos práticos da organização do grupo, como data, horário e local (acompanhado de autorização por escrito do responsável).

No manual do coordenador de grupo de apoio da ABRAz consta modelo de proposta. Caso o candidato tenha dificuldades ou dúvidas, poderá entrar em contato com o plantão.

3ª etapa – Avaliação Escrita

A avaliação escrita verificará os conhecimentos específicos sobre a Doença de Alzheimer, bem como o conhecimento sobre os Grupos de Apoio e o posicionamento diante de situações e decisão sobre a condução dos grupos.

Para tanto, o candidato deve se preparar com base nos materiais do kit de treinamento.

Os candidatos que tiverem a nota mínima 7,0 serão considerados aprovados nesta etapa e receberão da equipe do plantão de dúvidas os esclarecimentos sobre os possíveis erros cometidos, para correções de condutas. Os candidatos que não obtiverem a nota mínima não receberão devolutiva em relação aos erros e poderão se candidatar em outra ocasião, sendo oferecida a oportunidade de reavaliação uma única vez.

4ª etapa – Acompanhamento de Grupo de Apoio em Funcionamento

Parte do treinamento, e também do processo de avaliação, esta etapa consiste na oportunidade de obter conhecimentos práticos acerca do funcionamento dos Grupos de Apoio. A aprovação da atuação do novo coordenador por um coordenador-tutor de grupo em andamento, além de favorecer o bom desempenho do novo coordenador, agrega segurança e fortalece os laços entre os coordenadores.

Concluído o processo, o coordenador receberá uma certificação da ABRAz para o funcionamento de novo grupo.

Certificação de coordenadores de Grupo de Apoio da ABRAz

A primeira certificação do coordenador será concedida e autorizará a coordenação de novo grupo pelo período de seis meses. A partir da segunda certificação, a validade da autorização de funcionamento será anual.

Os coordenadores são certificados e não os grupos. Portanto, nos casos de troca ou de desligamento de coordenador, seu substituto precisará passar por treinamento e avaliação para dar prosseguimento aos trabalhos.

Os grupos de coordenadores certificados serão divulgados no site da ABRAz. O coordenador receberá um certificado impresso e um banner com o logo da Associação para uso nas reuniões e divulgação do grupo.

O cumprimento com as responsabilidades de coordenador, participação nas Oficinas Presenciais e contato com o Plantão de Dúvidas (no mínimo, uma vez ao ano) garantirá a renovação do certificado ao coordenador e ao grupo em funcionamento.

* Os eventuais valores arrecadados por doações voluntárias não são utilizados para o pagamento dos coordenadores.

Avalie esta página: 
Média: 4.5 (11 votos)